sábado, 3 de junho de 2017

CinePagu sessão especial de Junho: Mito, Tragédia e Cinema


Neste mês de Junho o CinePagu trás ao debate os seguintes filmes:

Medéia - Pasolini (1968)

(08/06 às 14H - Sala de tese da pós graduação no IFCH)

Pasolini propõe uma releitura política do mito grego de uma mulher bruxa que arma para conquistar seu amado, não medindo as consequências. A Medea de Pasolini é um convite à desconstrução de toda uma cultura das relações de poder, do feminino, da maternidade. Suas escolhas estéticas (visuais e sonoras), nos faz ver algo além do que descreve Junito Brandão “Medéia não é apenas a esposa sanguinária e vingativa, mas uma figura que personifica as forças cegas e irracionais da natureza” (BRANDÃO, 1984: 70). Como Pasolini desconstrói o jogo de forças entre Medéia e Jasão, feminino/masculino?

O Céu sobre os ombros - Sérgio Borges (2011)

(20/06 às 19H30 - Sala do LIS no Centro de Convenções)

Em parceria com Udigrudi e a pós graduação do IA. Trazemos este filme que conta a história de vida de três pessoas. Everlyn uma transexual que vive entre a prostituição e os cursos de sexualidade que ministra como professora, Murari um devoto da religião Hare Krishna e líder de torcida organizada do Atlético Mineiro, e Lwei um africano descendente de portugueses que escreve vários livros ao mesmo tempo, sem nunca conseguir terminá-los.

Édipo Rei - Pasolini (1967)

(22/06 às 14H - ALTERADO PARA A SALA DO LIS)

O filme foi baseado no mito de Édipo e na tragédia de Sófocles. Pasolini além de escrever o roteiro, supervisionar a trilha sonora, também atua neste que é um dos seus mais instigantes filmes, dentre os que se propuseram a reler o conjunto de tragédias gregas afim de provocar um debate sobre sua própria época e sociedade.
Após a exibição do filme faremos uma roda de conversa coordenada pela historiadora Karla Bessa (PAGU/Unicamp) e Mariana Duccini (IA Unicamp).

Coordenação: Karla Bessa
Estagiário: Gabriel Botim
Realização: CinePagu - Núcleo de Estudos de Gênero Pagu/Unicamp.