sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Cinepagu na Semana da Consciência Negra


Dia 18/11 às 14 horas, no LIS*


Mulheres do Vergel (Brasil, 2014, 28 min)



"O documentário “Mulheres do Vergel” transita entre o tempo da memória e o do presente narrado pelas mulheres do Assentamento 12 de Outubro em seu desafio de se estabelecer na terra de onde hoje tiram seu sustento e o sentido de suas vidas. Nas diversas visões compartilhadas há pistas para os caminhos que a reforma agrária assim como as relações homem/mulher podem seguir, ajudando a fortalecer o senso crítico e a evolução de soluções."



Conversa com Kellen Junqueira (FEAGRI) e Fernanda Serradourada (IA), ambas realizadoras do filme



La Femme Seule (França, 2004, 23 min)
Documentário



"Akosse Legba, uma mulher Togolesa vítima da escravidão 
moderna. Um luxuoso apartamento parisiense é o teatro das recordações do seu passado. Assim, nos quartos vazias ressoa a voz que conta as condições da sua ida para França, os sofrimentos e como construiu um frágil processo de libertação, graças aos objetos que constituíram o seu cotidiano. Filmando estes objetos, descobrir-se-á a relação que se desenvolveu entre ela e o seu universo doméstico, durante os dois anos do seu “encarceramento”. E, ao longo da narração, através destes objetos, ressurgirão distantes lembranças. A partir deste momento, vamos mergulhar nos meandros do seu passado, algures numa pequena aldeia no Togo."



Conversa com Karla Bessa (PAGU)



coordenação: Karla Bessa
apoio: Secretaria de Eventos do IFCH
realização: Núcleo de Estudos de Gênero PAGU

*LIS - Laboratório de Imagem e Som Prof. Dr. Carlos Roberto Fernandes, está instalado em espaço junto ao Centro de Convenções da Unicamp - acesso pela Av. Érico Veríssimo, 1504 - Cidade Universitária

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Mais exibições em Setembro!!!

Exibiremos o filme Antes Que Eu Me Esqueça, de Jacques Nolot. 

Para ir aquecendo:
"(...) presença do diretor como protagonista do filme, encarnando uma figura que se confunde com sua própria persona; depois pela maneira pouquíssimo convencional com que esta personagem/persona filma seus encontros e conversas com outros personagens, muitas vezes girando em torno de uma pulsão sexual nada pudica; e finalmente pela própria presença na tela deste corpo envelhecido e frágil, tornado tão mais potente pela força e vivacidade das palavras que saem de sua boca" Fonte: http://www.revistacinetica.com.br/avantque.htm

(Em breve maiores informações).

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Curta o Gênero



Promoção: PAGU - CinePagu, NACID (Narrativas Audiovisuais e Construções de Identidades), MIS, Casa do Lago (Unicamp) e Curta o Gênero
Apoio técnico: Secretaria de Eventos/IFCH
 
Casa do Lago/Unicamp
Av. Érico Veríssimo, 1011 - Cidade Universitária - Campinas-SP, 13083-851
+55 19 3521-7701
MIS Museu da Imagem e do Som de Campinas
Palácio dos Azulejos - Rua Regente Feijó, 859 - Centro - Campinas-SP, 13013-051
+55 19 3733-8800

quarta-feira, 18 de março de 2015

Programa Ver TV com o tema Mulher na Mídia


"O Dia Internacional da Mulher é quase sempre lembrado pela televisão. O noticiário fala das lutas das mulheres em todo o mundo e destaca algumas das suas reivindicações. Por outro lado o intervalo comercial e as obras de dramaturgia reforçam preconceitos e estereótipos. No Ver TV desta semana vamos discutir o papel da mulher na TV, com as convidadas Jacira Mello, Iara Aparecida Beleli e Djamila Ribeiro." TV Brasil

segunda-feira, 16 de março de 2015

O Aborto dos Outros é um filme sobre a maternidade no seu ponto limite.

A narrativa percorre situações de aborto dentro de hospitais públicos que atendem mulheres vítimas de estupros, interrupções de gestações em casos de má-formação fetal sem possibilidade de sobrevida depois do nascimento e abortos clandestinos.

O documentário mostra os efeitos perversos da criminalização para as mulheres e aponta a necessidade de revisão da lei brasileira.

Depois de três anos de pesquisa, a realizadora acompanhou, durante cinco meses, o drama de inúmeras mulheres que estavam prestes a interromper a gravidez, muitas delas autorizadas por lei, outras que recorreram ao aborto clandestino.

O documentário revela que, no Brasil, mais de um milhão de abortos clandestinos são realizados por ano,em especial, na cidade de São Paulo; colocando em foco a polémica discussão sobre a criminalidade, já que constata que inúmeras mulheres continuam a fazê-lo, nas condições que encontram, com atendimento adequado ou não.